Águas de Penha investiu em obras de melhorias do sistema de distribuição de água

 

A concessionária Águas de Penha investiu, ao longo de 2020, em diversas obras para melhorar o sistema de abastecimento do município, de olho principalmente na temporada de verão. Um exemplo destes investimentos foram as instalações de duas Válvulas Redutora de Pressão (VRP), sendo uma na Praia Alegre e outra no Centro com o objetivo de estabilizar o fluxo de pressão dentro das tubulações que atendem a cidade. Os equipamentos servem para controlar a pressão e melhorar a distribuição de água tratada.

 

A gestora operacional da Águas de Penha, Fernanda Barreto, explica que a estabilidade da pressão na rede é muito importante. Mesmo adotando estas medidas, a Águas de Penha não deixará de atender a Norma Brasileira NBR 12.218, que estabelece que as redes de distribuição de água devem trabalhar com pressão mínima de 10 MCA (metros de coluna de água) e pressão máxima de 50 MCA. A pressão de 10 MCA é suficiente para a água subir a uma altura de aproximadamente 10 metros.

 

É importante lembrar que, conforme a norma técnica NBR-5626, toda edificação acima de dois pavimentos deve possuir cisterna com sistema de bombeamento para a caixa-d’água. O projeto hidráulico residencial ou de edifício deve ser elaborado por profissional habilitado, engenheiro ou arquiteto, e a execução da obra também deve ser acompanhado por este profissional.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *