35 milhões de brasileiros vivem em locais sem acesso à água tratada

Um novo estudo do Saneamento e Doenças de Veiculação Hídrica do Instituto Trata Brasil aponta que quase 35 milhões de brasileiros vivem em locais sem acesso à água tratada, 100 milhões de pessoas sem acesso à coleta de esgoto e somente 49% dos esgotos no país são tratados, conforme apontam os dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), 2019. É nesse contexto que a Águas de Penha trabalha para universalizar os serviços de água no município.

 

Se não bastassem os números ruins, mesmo um ano antes da Covid-19 começar no Brasil, de acordo com o Trata Brasil a ausência de saneamento básico já sobrecarregava o sistema de saúde brasileiro com 273.403 internações por doenças de veiculação hídrica – um aumento de 30 mil hospitalizações comparativamente ao ano anterior. A incidência foi de 13,01 casos por 10 mil habitantes gerando gastos ao país de R$ 108 milhões, segundo o DataSUS.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *