Parto raro é bem sucedido no Hospital Municipal Ruth Cardoso

Um parto raro ocorreu na tarde deste sábado (20), no Hospital Municipal Ruth Cardoso. A mamãe Vanessa Varela da Silva, de 28 anos, deu à luz um bebê empelicado. A expressão é usada quando a criança permanece dentro da bolsa amniótica durante e após o parto, o que dá a aparência de estar dentro de uma cápsula. O caso ocorreu com Vicente, que nasceu com 3kg e 48 centímetros.

Vicente é o segundo filho de Vanessa, moradora de Camboriú.

“Eu já tinha visto casos de bebês que nasceram assim, nunca imaginei que o meu filho nasceria desse jeito”, contou a mamãe surpresa.

Segundo o médico obstetra do HMRC, Alex Fabio da Fonseca, normalmente a bolsa se rompe no momento da saída do bebê ou antes.

“Essa condição é rara acontece 1 em cada 80 mil nascimentos”, explicou o médico que já havia feito outros partos de bebês empelicados.

A mãe, Vanessa, comemorou o resultado.

“Na minha terceira gestação, os médicos decidiram, assim como na gravidez do Vicente, fazer cesária com 37 semanas. E assim tive nos meus braços a minha primeira filha, a Vitória! Que também nasceu aqui no Ruth Cardoso. Sempre fui muito bem atendida e só tenho a agradecer a toda a equipe”, explicou.

A mãe e o bebê ainda estão no hospital e devem ter alta nos próximos dias.

Foto do bebê: Ilustrativa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *