Médico recusa assinar Declaração de Óbito e é afastado de escala em Camboriú

O caso aconteceu nessa sexta-feira (9) no PS do Hospital Cirúrgico de Camboriú. Segundo a família que era de Canoinhas, o médico de plantão Drº Ioran, teria se recusado assinar a Declaração de Óbito de uma senhora.

A primeira tentativa da família foi por volta das 2 horas e da madrugada, e nessa manhã, após após a última negativa e os ânimos se alterarem o médico teve que sair corrido do hospital.

“Não vou assinar nada, podem ligar para papa e para quem quiserem” teria dito o médico.

Somente com a chegada de um responsável pela Cooperativa Médica a situação foi resolvida e a família conseguiu o documento e liberação do corpo, que estava num carro fúnebre foi assinado. O corpo está sendo velado em Camboriú.

A mulher que foi a óbito era esposa do Ex- Secretário de Saúde do município de Canoinhas e o falecimento foi por morte natural.

Nossa equipe fez contato com a Secretária de Saúde de Camboriú e também com a Cooperativa Médica que atende no hospital da cidade.

O que disse a COOPERMESC

Segundo o Drº Reginaldo a questão envolveu um médico que estava de plantão e não queria fazer a DO de uma pessoa que morreu no domicílio.

“Eu não sei qual o motivo disso, pois todos os colegas que estão em plantão estão cientes que devemos preencher e assinar a DO. Por isso já retirei o mesmo da escala

Drº Reginaldo também contou que está providenciando outros médicos para ocupar o lugar e esta sendo tomada todas as medidas possíveis com os outros colegas médicos pra que isso não aconteça mais.

“Luto é momento de conforto e não de perturbação para família enlutada” disse drº Reginaldo.

Vem aí um ‘JANELÃO’ cada vez melhor!! WhatsApp ‘996216941’

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *